E viva as Opções Excludentes para um Crescimento Sustentável


Por que as opções excludentes são fundamentais para um posicionamento estratégico sustentável, tanto para empresas quanto para startups?


Porter mencionou, diversas vezes, que a estratégia é exercer opções excludentes como essência do processo competitivo.

Dessa forma, a essência da estratégia seria escolher o que não fazer.

Sem fazer opções excludentes, a estratégia seria algo prescindível.




A DIFICULDADE DE ESCOLHER


Mas será que é fácil o caminho das opções excludentes?

Claro que não.

_______________________________________________________________


Não é de nossa natureza excluir as “oportunidades”,

e sim, incluir oportunidades.

_______________________________________________________________


No entanto, as opções excludentes partem da premissa de que nem todas as oportunidades são de fato oportunidades para todos. Podem ser para uns e não ser para outros. E isso depende de várias questões, dentre elas, o estágio do negócio, o core business, o público alvo, e outras.

Às vezes, enxergamos tudo como oportunidade e acabamos caindo numa armadilha, que nos tira do foco completamente.


E quanto mais uma empresa alcança a eficácia operacional, a qualidade e se torna competitiva, há o perigo dela se considerar tão boa que acabe acreditando que opções excludentes são desnecessárias.


E indo além. Existe a crença por parte de muitos empreendedores de que escolher entre alternativas, muitas vezes incompatíveis, é um sinal de fraqueza.


Outra crença que pode impactar na dificuldade de escolher e eliminar, é a de que atender todas as demandas do cliente é sempre o caminho. Há certa confusão sobre a expressão “foco no cliente”.


E por fim, mas sem considerar que essas sejam as únicas causas da dificuldade de se fazer escolhas e eliminar “oportunidades”, há uma percepção de que opções excludentes são assustadoras, e por vezes, não exercê-las parece mais confortável.



A ARMADILHA DO CRESCIMENTO


De fato, aqui há o maior entrave para as opções excludentes e escolhas estratégicas saudáveis para uma empresa. Aqui um alerta, principalmente para startups.


_______________________________________________________________


De alguma forma, há a percepção que as opções excludentes são incompatíveis com o desejo de crescimento. Tanto por parte dos empreendedores, quanto por parte de investidores.

_______________________________________________________________


Como justificar que vamos atender a um segmento de cliente e não outro? Como abrir mão dessa receita?

Como excluir algo que vai ser explorado pelo concorrente?


No entanto, para um crescimento sustentável e um bom posicionamento estratégico é preciso fazer essas opções. Mesmo que cause algum desconforto.


De acordo com Porter as opções excludentes, resultam da incompatibilidade das atividades (processo), ou seja, mais de algo implica sempre em menos de “outro algo”.


Mas além de se considerar incompatibilidades no que se refere a atividades, a minha visão é que essas incompatibilidades devem também ser analisadas em relação à missão e ao propósito, e no contexto atual, há também as questões ambientais, sociais e de governança que devem ser consideradas.


Hoje, temos um universo maior de demandas, preocupações, incertezas, complexidades. E nesse contexto considerar opções excludentes deve fazer parte do processo de tomada de decisões.


Em minhas mentorias e consultas em negócios, e também em contato com investidores, percebo que a questão das opções excludentes na estratégia nem sempre tem sido bem entendida e explorada pelo ecossistema empreendedor.


Precisamos treinar a nossa mente para fazer escolhas mais seguras, tornando esse processo mais natural para nós. É preciso haver mais desprendimento e entender que nem toda oportunidade é para nós, ou pelo menos, naquele momento.


Proponho que haja mais reflexão sobre isso, evitando que empreendedores entrem na armadilha de um suposto crescimento rápido e depois tenham dificuldade para voltar ao foco, ao essencial, comprometendo o posicionamento estratégico de sua empresa.


Concluindo: Para um crescimento sustentável, é preciso, cada vez mais, nos preocupar em fazer constantes e melhores escolhas, de forma mais segura e natural, e isso implica em excluir oportunidades.

Não abandonemos alguns conceitos que podem ser vitais.


Sobre a Autora:


Simone Basile, PhD USP, Founder e Head da @interactti inspirando negócios transformadores

Empreendedora, Mentora em Negócios e Investidora.

Idealizadora do conceito Negócios Transformadores. PhD em Ciências pela USP.


Conversa com a gente:




Nos siga na página da INTERACTTI:






Artboard13-alt.jpg

(55) 11 94538 6527

Whatsapp

Interactti-Logo-03.png

Todos os direitos reservados. Interactti Inspirando Negócios Transformadores©| Site desenvolvido por Atemporal